Início > Inclassificáveis > Onde sempre nos encontramos

Onde sempre nos encontramos


O poema que o leitor vai ler em seguida não é de minha autoria. E dificílmente o leitor encontrará por essas bandas alguma poesia escrita por este escriba. Não consigo rimar “onda” com “sonda”. O autor dos versos é o amigo Vinicius Mendes e vale contar um pouco dos bastidores de sua elaboração. Eles foram feitos ontem, em plena aula de História da Arte- para vocês verem como essa disciplina é inspiradora. Sentado ao lado de Vinicius, percebi que ele escrevia freneticamente e que o conteúdo não tinha relação com a aula. Ao terminar de escrevê-los, seu autor exclamou mais alto do que seria prudente:

– Poemas livres numa aula chata!

Depois, para minha surpresa, ele arrancou a página onde os versos estavam depositados e entregou para este que vos escreve para serem publicados nesse blog e guardados para a posteridade. Em retribuição, este blogueiro escreveu uma pequena crônica que será publicada no blog do Vinicius. Segue, portanto, os versos que o Idéias e etc pública com exclusividade. P.S.: O WordPress tem muitas virtudes, mas tem pelo menos um grande defeito: ele não facilita a vida dos poetas…


Agora só ouço os meus passos

Somente a minha sombra enfeita o asfalto

Os meus olhos buscam o caminho

Mas nem sempre foi assim


Os livros mostram o que não vejo

Abrem a janela emperrada do meu mundo

Que sempre teve aberto as minhas insanidades

Mas nem sempre foi assim


Eu vi pássaros nos postes, flores no concreto

Meu ar nunca esteve tão cinza

Meus prédios nunca estiveram tão altos

Mas nem sempre foi assim


O que como não me alimenta

O que vejo não me contém

O que faço não me satisfaz

Mas nem sempre foi assim

Nem sempre


Voei! Conheci os limites geográficos

Mas nunca me aventurei por essas páginas

Pois elas apenas me dizem

Que sempre será assim.

Anúncios
Categorias:Inclassificáveis Tags:
  1. Luna
    07/12/2008 às 11:01 pm

    Realmente os poemas do Vini são incansáveis de se ler… E quanto a aula de História da Arte Marcelo… totalmente inspiradora… inspira a NÃO prestarmos atenção nela e pensarmos em algo que nos interesse! rs

  2. Vinícius Mendes
    16/11/2008 às 1:14 am

    Faala meus caros. Meu, esse dia estava muito inspirado, tanto que após escrever essa poesia fiz uma mini-biografia do Marcelo e ainda um poema pra minha amada. Edu, então cara, eu discoordo! Eu sempre faço poemas que rimam, e esse está meio avesso porquê não rimei, apenas coloquei frases sem sentido na primeira leituraa, leia de noovo e tente entendeer o que se tenta dizeer no texto. Poemas necessitam de leituras precisas.

    Abraaçoo!

  3. Edu
    15/11/2008 às 8:18 pm

    O Mendes é um visionário!
    Essa poesia tá legal, mas ele consegue fazer melhor.
    Gostei muito da quarta estrofe!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: