Início > Artigos, Primeiros rascunhos > Transporte público em São Paulo: uma visão panorâmica.

Transporte público em São Paulo: uma visão panorâmica.


Este pequeno artigo foi escrito para a disciplina de assessoria de imprensa. Não é o melhor texto que escrevi na faculdade, mas é o único a mão para ser publicado. Neste  mês as atualizações prometem ser bastante rarefeitas, graças a quantidade incrível de trabalhos acadêmicos. Por isso, aproveito eles para ir atualizando essas Idéias e etc.

O transporte público faz parte da vida de milhares de paulistanos. Este é o meu caso. Sou usuário de quase todas as alternativas que a cidade oferece e, com o passar do tempo, formei uma opinião sobre a qualidade do serviço prestado.Vou analisar cada meio de transporte individualmente. Com exceção dos trens metropolitanos por quase nunca tê-los utilizado. Comecemos pelas lotações.

Andar com os perueiros pode ser uma aventura e tanto. Certa vez, voltando para casa depois da faculdade, percebi que a lotação estava andando rápido demais. O trajeto que, normalmente, é feito em 15 minutos foi completado em 6 minutos. Essa pressa é bem comum e não se restringe ao velocímetro. Já aconteceu de pedir para descer num ponto e o motorista só parar no seguinte. Os idosos também sofrem. Muitas vezes, os perueiros não têm paciência para esperá-los descer e o acidente é inevitável.

Cartum de Henfil

Cartum de Henfil

Muitas das críticas aos perueiros pode ser feita aos motoristas de ônibus. E podemos acrescentar outras tantas. Além da demora nos pontos de ônibus, eles costumam ignorar o sinal dos idosos e, quando estes conseguem embarcar, encontram o seu lugar reservado por lei, ocupado por outra pessoa indevidamente.Outro problema é a falta de conforto do veículo. Embora grande parte da frota tenha sido renovada, ainda circula pela cidade ônibus com bancos duros que, por motivos óbvios, tornam a viagem bem desconfortável. Já alguns ônibus da nova frota tem menos assentos, o que deixa muitos passageiros de pé o trajeto inteiro.

De todos os meios de transporte, o metrô é o mais bem resolvido. Rápido e seguro, ele tem a vantagem de levar uma quantidade maior de passageiros que as outras alternativas disponíveis. As estações são, de modo geral, bem sinalizadas o que facilita sua utilização. Mas também existem os problemas. A quantidade de estações ainda é considerada pequena para uma cidade com o tamanho de São Paulo. O horário do rush é um constante desafio a lei da física que diz que dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo.

Aliás, esse é um problema comum a todos os meios de transporte de São Paulo. Outra reclamação comum é quanto ao preço da tarifa, considerada cara pela população, ainda mais diante da qualidade do serviço prestado.Poderíamos continuar enumerando outras fragilidades do sistema, mas seria muito monótono para o leitor. É bom ressaltar que esta é uma visão pessoal, e panorâmica, dos meios de transporte da cidade; cada cidadão poderia escrever um texto diferente, contendo críticas bem diversas. Também é bom lembrar da responsabilidade do poder público que, entre outras atrbuições, tem o dever de oferecer um transporte de qualidade para toda a população. Ainda falta muito para que o governo cumpra com sua obrigação.

Anúncios
  1. 16/05/2009 às 9:20 pm

    como smepre , muito bom o texto…
    aqui no Rio , os donos das empresas de ônibus, ou máfia mais organizada que qq serviço público aqui, além de terem as frotas em péssiams condições de uso,desrespeitaram mais uma vez os idosos. Enviaram cartas a TODOS os usários do passe livre, dizendo que eles estariam usando o passe de má fé,dizendo que eles teriam restrição de horários e dias , de acordo com a lei que eles inventaram, que passa por cima da lei. Resultado: os idosos foram no ministério Público reclamar, e uma juíza determinou que os donos enviassem uma carta de desculpas, caso o contrário o presidente da Rio Ônibus seria preso…
    Pela primeira vez eu vi algo de justo acontecer por aqui… mas o serviço ruim continua e a vida tb…

  2. Vinícius Mendes
    10/05/2009 às 3:57 pm

    Sem contar que os perueiros são totalmente mal-educados. Xingam, falam palavrão e chegam até ameaçar. O metrô é eficiente, mas são muito poucas linhas, o que não atende a demanda da cidade de São Paulo. Mas os trens são piores. Ou melhor, tem suas execessões: as linhas que vão até o Grajaú e Itapevi até que são organizadas. Agora pegar um daqueles sucatões da zona leste ou o trem de Caieiras é ficar um tempo em um pequeno inferno.

    Muito bom, Marcelo!

  3. 07/05/2009 às 9:22 pm

    Disse e repito: faltou falar de trens, e com certeza daria muito pano pra manga!

    Ficou bom!!! Gostei!

    Beijãos da Rakky

  4. Paulo Henrique
    07/05/2009 às 8:35 pm

    Vale ressaltar que o metrô Santa Cecília está com um projeto muito legal com telas touchscreen para localizar os pontos de interesse próximos da estação.
    De parabéns!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: