Início > Observando a imprensa > Momentos (in)esquecíveis da imprensa

Momentos (in)esquecíveis da imprensa


Momentos (in)esquecíveis da imprensa é o novo nome da série “Furadas da mídia” que o Idéias e etc lançou em janeiro. O nome mudou para ampliar os objetivos da série. Agora não ficaremos concentrados apenas nas lambanças cometidas pelos meus colegas, mas procuraremos registrar os grandes momentos do jornalismo brasileiro.

Isso não quer dizer que não destacaremos as pisadas na bola, muito pelo contrário. Elas serão um dos pratos mais saborosos desta série. A periodicidade: quando me der na telha. Ela pode ser semanal, quinzenal, bimestral, anual…   isso vai depender muito do meu humor e, principalmente, das descobertas que for fazendo no youtube. O amigo leitor está convidado a dar as suas sugestões para a série.

Na (re)estréia, dois momentos peculiares do telejornalismo brasileiro: Datena abandonado por um entrevistado, e o Bonner cutucando o então governador de São Paulo Claudio Lembo, na época dos atentados do PCC em São Paulo.

Socorro, o entrevistado fugiu!

Infelizmente, o vídeo mostra apenas o fim do barraco e o choorô do Datena, o que torna impossível saber exatamente o que sucedeu para o delegado abandonar a entrevista. Mas, mesmo assim, já é possível fazer algumas constatações. Primeiro: os apresentadores de programas policiais adoram bancar o juiz de direito. Com apenas alguns minutos, o sujeito já está julgado e condenado para toda a vida. Para complicar, eles contam com a vaidade de certos policiais que adoram um holofote. Essa combinação bombástica já rendeu momentos catastróficos do jornalismo tupiniquim, como o caso escola Base.

O vídeo acima é interessante para mostrar que essa relação polícia X imprensa pode ter algumas fissuras. O Datena, que sempre se julga o dono da verdade, não gostou quando o delegado não embarcou na sua corretíssima informação chamando-a de “boato” .Se quisesse, o doutor poderia prender o dito cujo por calúnia e difamação. Não seria tão ruim para o jornalismo brasileiro, não…

PCC no JN

O vídeo acima é interessante por alguns motivos: primeiro, relembra os famigerados ataques do PCC em São Paulo que começaram no dia 12 de maio de 2006. O Inagaki, do Pensar enlouquece, fez um belo post sobre o assunto, de onde, aliás, eu tirei o vídeo. Lá, o leitor terá mais informações sobre o acontecimento. Por aqui, prefiro analisar os aspectos jornalísticos do vídeo.Vamos lá.

Não sei vocês, mas me causou um baita estranhamento ver o Wuilliam Bonner apresentando o JN fora da bancada, em plena Marginal Pinheiros. Ele poderia apresentar o mesmo jornal, com a mesma qualidade, direto da redação da Globo em São Paulo. Na verdade, ele quis bancar o “corajoso” e era preciso mesmo ter coragem para apresentar o jornal sentindo aquele cheiro nauesabundo.

Mas o vídeo traz um outro elemento muito curioso. Por uma incrível coincidência, os dois repórteres que ele chamou neste bloco, Luiz Carlos Azenha e Rodrigo Vianna, saíram da emissora e, hoje, estão na principal concorrente, a Record. E saíram atirando. Os dois jornalistas não poupam críticas a antiga emissora em seus blogs que o leitor pode encontrar na parte de “sites favoritos”

Até a próxima edição dos “Momentos (in)esquecíveis da imprensa que pode ser amanhã, na próxima semana, daqui a quinze dias, ano que vem, ou sei lá quando…

Anúncios
  1. Vinícius Mendes
    04/07/2009 às 4:40 am

    Marcelo, excelente coluna criada aqui. Suspeito que os constantes links que te mando no msn morrendo de rir contribuíram para essa sua ideia, mas enfim… O vídeo do Datena é excepcional!! Primeiro porquê eu o acho um hipócrita e falso, pois toda aquela cena que faz no ar é apenas uma obrigação, não sendo sua real face. Segundo porquê o delegado faz exatamente a pergunta que muita gente queria fazer: “Você é policial? Então não interfira!”. Sobre o tal delegado, me parece um poeta de uma frase só!

    Muito bom Marcelo, continue nos presentiando com suas colunas extremante jornalísticas e com pitadas suaves de crítica (se é que me entende…)

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: