Início > Artigos > Algumas considerações sobre a Copa do Mundo (sem patriotadas!)

Algumas considerações sobre a Copa do Mundo (sem patriotadas!)


HHHHAAAJJJJAAAAA CORAÇÃÃÃOO, AMIGO!

Cante comigo: “A taça do mundo é nossa/ Com brasileiro não há quem possa/ Êh, eta esquadrão de ouro/ É bom no samba, é bom no couro” Outra música, agora em ritmo de marchinha: “Somos milhões em ação/ Pra frente Brasil, no meu coração/ Todos juntos, vamos pra frente Brasil/ Salve a seleção” Brasil..  sil… sil…

Ano de copa do mundo é sempre a mesma coisa. As calçadas pintadas de verde e amarelo; as bandeiras do Brasil que tremulam em todos os cantos,  um vulcão de patriotismo que entra em erupção de quatro em quatro anos. Uma nação reunida para torcer para o escrete canarinho. Pra cima deles, Brasil!!!! Quem não se comove com tanta vibração, com tanto amor pela pátria?

Eu…

Sinceramente, acho muito fake esse patriotismo de ocasião, esse repentino amor que emerge pela pátria idolatrada. E nem vale a pena comentar as patriotadas do Galvão Bueno, que quebra todos os recordes de ufanismo retardado quando a seleção entra em campo. HHHaaaajjjaaaa paciência, amigoooo!!!

Vamos analisar os fatos com um pouco de sangue frio, sem tanto “oba-oba”. Comecemos pelo escrete canarinho que é, afinal de contas, a razão de tudo isso.Faz um bocado de tempo que eu não tenho o mesmo vínculo com a Seleção brasileira de futebol. Olhando hoje a escalação, não reconheceria boa parte dos jogadores se encontrasse com algum deles andando na calçada. Não é difícil imaginar a razão. A seleção se transformou em uma legião estrangeira, que se reúne de tempos em tempos para bater uma bolinha e, principalmente, ganhar rios de dinheiro com patrocínios e amistosos caça-níqueis como o de segunda feira passada, contra o Zimbábue.

E ouso dizer que eu não estou isolado nesse sentimento. Você, leitor, prefere torcer para o seu time do coração ou para o escrete canarinho? Fico com a primeira opção sem pestanejar. Afinal de contas, quando o meu time ganha sempre poderei comemorar a vitória e, depois, sacanear o adversário. Com a seleção brasileira, isso é impossível. Se o time de Dunga perder a Copa, todo mundo mergulhará em uma pequena depressão coletiva que durará uma semana, ou um pouco mais. Se vencer, acontecerá o contrário: uma euforia coletiva que vai durar até passar a ressaca do dia seguinte na maior parte dos casos.

Aproveito a oportunidade para fazer uma modestíssima recomendação aos meus coleguinhas na Africa: levem um capacete na coletiva de imprensa que acontecer depois do último jogo do Brasil na Copa. Se o selecionado canarinho vencer, o técnico anão arremessará a taça na cabeça de vocês, em represália ao que ele considera um péssimo tratamento ao seu time; se perder, ele arremessará todos os microfones por vocês terem razão nas críticas. Quem avisa amigo é…

Conselhos à parte, e apesar desses pesares, eu gosto do evento Copa do mundo. Até o momento, os jogos não empolgaram, mas com a aproximação das partidas decisivas, a coisa certamente mudará de figura. E o fato da Africa ser o país sede, torna tudo muito mais interessante por tudo o que esse continente significa do ponto de vista político e histórico. Ah, e sempre poderemos sair mais cedo do serviço devido aos jogos da seleção brasileira! Pronto, encontrei uma excelente razão para torcer pelo time do Dunga nessa Copa!

Anúncios
  1. Eduardo
    22/06/2010 às 5:47 pm

    Diferentemente das três últimas Copas, não tenho acompanhada essa como gostaria. Aliás, nem sei se estou perdendo tanta coisa, já que a maioria dos jogos não apresentam alto nível técnico.

    Eu sempre torço para algumas seleções em Copas, além do Brasil, claro. Mas, como o autor disse, prefiro muito mais o meu time, o Campeão dos Campeões.

    A parte boa da Copa é todo mundo se reunir e torcer junto, fazer o churrasco, vestir-se de forma ridícula e palpitar sem perigo da dor da derrota. Em caso de derrota, dor dificilmente haverá, pelo menos pra mim.

    Quem não aprecia o espírito de Copa que se prepare. Daqui a quatro anos, TUDO estará verde e amarelo. E se não ganharmos, ai, ai, ai…

  2. 22/06/2010 às 1:20 am

    Oi amigo, gostei do texto! Também acho que o povo fica muito patriota demais para o meu gosto.. Quero ver ficar assim na ‘festa da democracia’, vulgo eleições, que é quando realmente importa.
    Outra coisa, aprendi mais um vocábulo “escrete”, ahuiaaaa, Adouro! É bom ler textos de outrem, sempre tem algo a aprender!
    Outra coisa, quanto a seleção… Ela está internacionalizada,né?! Infelizmente o nosso país virou base de exportação de jogadores, todos os melhores não estão nos nossos times de coração, uma pena, mas é a realidade…
    Mas, continua a nossa seleção não, é?! Vamos torcer para que tudo dê certo!

    Um beijo grande da sua colega, agora carioca!
    ahuiaaaa

  3. Bruno Tálamo
    16/06/2010 às 2:50 pm

    Bom, gostaria começar expressando minha repudia às declarações do companheiro Vinícius Mendes. Jamais torcerei contra meu país, independente se aprovo os jogadores convocados ou não. Na Argentina, somente torço por um querido jogador: Carlitos Tevez.

    Com relação ao patriotismo, eu penso diferente do autor do texto e do companheiro do Lançe! Acho muito válido, pelo menos na Copa do Mundo, o país ter do que se orgulhar. Acho ridículo as pessoas esquecerem da corrupção e de outras coisas horríveis nesta época, e, de fato, esquecem. Mas torcer apaixonadamente e gritar bem forte nos gols do Brasil eu acho bem legal, afinal, o melhor do Brasil é o brasileiro!

    Saudações ao companheiro citado Vinícius Mendes e ao autor do texto, que por sinal está muito bom.

    Beijos e abraços.

  4. Vinícius Mendes
    13/06/2010 às 8:09 pm

    Bom, vendo por esse lado eu estou pior ainda, pois vou passar os jogos do Brasil na Copa trabalhando até mais do que o de costume.

    Sobre o patriotismo em Copas, isso já é sabido faz tempo né, meu caro? Aliás, essas musiquinhas do seu ‘lead’ foram compostas em uma época que o governo brasileiro queria enfiar o tal patriotismo nos brasileiros.

    Em tempo: estou torcendo para Argentina nesta Copa!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: